Privacidade dos filhos

Pais imigrantes tendem a ter uma certa distância dos filhos, pôr a rotina diária impor certos conflitos de agendas, como por exemplo carga excessiva de trabalho, pais divorciados, ou simplesmente filhos criados em uma cultura diferente do que a qual fomos criados em nosso país de origem, apesar de todos os “perrengues” da vida adulta nossos filhos são fatores fundamentais na nossa vida, e devemos ter sabedoria, e muito amor para lidar com essa nova geração.

Quando falamos em privacidade de crianças e adolescentes, a idade deve ser levada em consideração: quanto menor a criança, mais os pais e mães devem estar por perto e no controle, mas deixando a criança desenvolver uma autonomia. Equilíbrio, como sempre, é importante.

Crianças pequenas não precisam de privacidade, mas já se pode construir essa ideia desde cedo. Na pré-adolescência e adolescência, eles já querem mais independência e privacidade, e é preciso conseguir ser vigilante para evitar riscos. É o que o psicólogo Haim Omer chama em seu livro Pais Corajosos de “cuidado vigilante”.

Dicas da Stella Azulay sobre privacidade e cuidado:

Ao sentir que o adolescente está muito calado e tem algo estranho, é preciso abrir o diálogo de forma que se demonstre cuidado e não controle

Se interessar em conhecer amigos

Manter um diálogo aberto na escola, conversar com professores e coordenadores

Não deixar que se fechem em seus mundos, em seus celulares, em seus quartos, sem saber o que se passa

Comunicação é a ferramenta para acessar intimidade do filho com respeito

Mostrar que a “invasão” é proteger dos riscos, orientando para que façam suas escolhas.

Cuidar não é invadir privacidade. Cuidado é amor.

Texto  adaptação e reprodução  por Val F Allstarpixel

Photo by Pixabay from Pexels

Fontes:

Papo de Mae UOL 

 

 

Compartilhar:

Anuncie

Nós criamos seu website profissional!

Mais Posts

viverbemusa

O Humor Improvável Dos Barbixas

Para descontrair nessa vida corrida apresento esse grupo que faz muito sucesso no Youtube entrou para a lista das 100 web séries mais vistas do

Assédio Sexual: O Que Fazer?

Feliz dia das mulheres que afinal e todos os dias (clichê), mas nossas guerreias imigrantes sempre tem um desafio a mais, muitas são assedias por